Seguro Desemprego 2018 – Cálculo 

Calcular Seguro Desemprego 2018

O seguro desemprego é um direito dado a todos os trabalhadores, que oferece como principal beneficio o auxilio em dinheiro por um determinado período de tempo. Ele é pago de 3 (três) a 5 (cinco) parcelas de forma alternadas ou continuas.

seguro-desemprego-calculo

Os trabalhadores que possuem o direito ao seguro desemprego 2018 são, de uma forma geral, enquadrados como todo o trabalhador formal e domestico, desde que sejam dispensados por justa causa. Tendo que estar desempregados, quando for fazer o requerimento do serviço, caso você tenha sido mandado embora e no outro dia já estiver assinando a sua carteira de trabalho em uma outra empresa, você perde o direito de receber seu beneficio.

Você também não deve possuir renda própria, e se vai dar entrada no pedido do beneficio pela primeira vez, é necessário ter trabalhado de carteira assinada durante 18 (dezoito) meses. Para saber o quanto irá receber é bem simples, tudo seguindo as regras e bases do ministério do trabalho.

Algo que você deve saber é que a habilitação para o requerimento depende de quantas vezes você já obteve o seguro desemprego, e quanto tempo você trabalhou antes de realizar seu pedido ao beneficio.

Calculando Seguro Desemprego 2018

O cálculo leva como base a média salarial dos últimos três salários antes do mês da despensa. Se você recebe um salário fixo, esse deve ser o valor utilizado para o calculo. Somente esses três últimos salários, no valor bruto, e divida-o por 3.

Por esse motivo, antes de você realizar o calculo, você deve fazer um levantamento de qual foram os valores pagos nos seus últimos três salários. Esse valor é o valor bruto, ou seja, ele não leva em conta os descontos do INSS, IRPF e os demais descontos.

Tenha em mente que a média de salário não é o valor que você vai receber, mas sim, a usada para calcular o valor da parcela do Seguro Desemprego 2018.

O valor da parcela, por sua vez, vai depender de que faixa de remuneração que ela irá se encontrar. Segue a tabela a partir de Janeiro de 2017.

Faixas de Salário Valor da Parcela
Até R$ 1.450,23 Multiplica-se salário médio por 0.8 (80%)
De R$1.450,24 até R$2.417,29 O que exceder a 1.450,23 multiplica-se por 0.5 (50%) e soma-se a 1.160,18
Acima de R$2.417,29 O valor da parcela será de R$1.643,72 invariavelmente

Somente salários de meses completos são usados para o cálculo de média. Se o trabalhador foi dispensado no dia 15, por exemplo, o salário daquele mês não será usado para calculo de média.

seguro-desemprego

Caso você não tenha chegado há completar três meses no último emprego, então apenas os meses que trabalhou integralmente são usados para o calculo, seja dois ou mesmo um mês.

Se você não chegou há trabalhar nenhum mês integralmente em seu último emprego, então seu salário integral será posto para cálculo da média.

Atenção:O beneficio não pode ser inferior a um salário mínimo!

Um exemplo: Você trabalhou por uma empresa e ao ser dispensado, nos últimos três meses salário era de R$1.000,00. A média então é de R$1.00,00.

Com essa média você se encaixa na primeira faixa da tabela, logo seu valor da parcela é calculado multiplicando-se a média por 0,8.

1000 * 0,8 = 800

Com isso podemos saber que você vai receber R$800,00. Mas esse valor é inferior ao salário mínimo, portanto você vai receber as parcelas com valores correspondentes a um salário mínimo.

Saiba mais sobre o Agendamento do Seguro Desemprego 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *